dicas

Resenha - No mundo da Luna

10:16:00


Título: No mundo da Luna
Ano: 2015
Editora: Verus Editora
Autora: Carina Rissi
Gênero: Romance
Número de páginas: 476
Nota: 

Sinopse:  A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe idiota vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai em seu colo. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.


***

Oi, gente! Hoje vim falar desse livro que eu via todo mundo lendo e morria de curiosidade.  Eu comprei ele há pouco tempo, e depois de ler a série toda de After, queria ler outro gênero que não fosse New Adult, só pra sair um pouco da mesmice. E esse livro foi tudo que eu esperava.


Após descobrir que o namorado a traiu com a vizinha, Luna enfrenta uma fase muito difícil em sua vida. Além de ganhar um par de chifres, ela não aguenta mais ser recepcionista na revista Fatos&Furos. Para piorar, seu chefe não lembra seu nome. Além de ser esquecido, ele é mandão e metido e só pensa no futuro da empresa, deixando de lado o bem estar dos seus funcionários.

Quando abre uma oportunidade, seu chefe lhe dá a chance de escrever uma coluna sobre horóscopos. Por ter vindo de uma família de origem cigana, Luna acha que  vai se sair bem nessa área. O que ela não esperava era que muita gente fosse acreditar no que ela escrevia. Ela não fazia ideia das consequências que teria brincando com magia. Sua vó, que é cigana, orienta a não brincar com essas coisas, mas Luna não lhe dá ouvido. Luna não acredita em destino e nem nada do tipo.


No decorrer da história, sua vó lê sua sorte e diz que ela encontrará um cara que a fará muito feliz, mas Luna terá que ter cuidado para não estragar tudo. O que Luna não esperava, era que o cara por quem se apaixonaria seria O CARA. Ela jurava que seria outra pessoa. Não, não podia ser ele - ela pensava.

"Dante era muito mais bonito do que eu havia me dado conta. Era como se existissem dois dele. Um normal e irritante, e outro gostoso pra caramba. Como o Médico e o Monstro. Ou o Super-Homem e o Clark Kent. Hmm... engraçado, sempre preferi o repórter ao super-herói."

Eles começam a se envolver, mas acabam se envolvendo demais, o que poderia ser ruim ou bom. Só dependeria das atitudes que Luna tomaria, como sua vó disse.

"- Acho que eu te amo, Dante. - sussurrei de olhos fechados.
- E eu tenho certeza disso, meu anjo. - ele sussurrou no meu ouvido."

Ai, gente. Eles são uns lindos <3. Eu achei esse livro muito bom. A leitura dele é boa, não é cansativa e te envolve do começo ao fim. Fora que nos dá boas risadas. Vale a pena ler ♥

Gostei muito de uma frase que eles dizem no livro e gostaria de deixar aqui pra vocês.

"Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último  fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada."

Bom, é isso. Espero que tenham gostado.

Xoxo,


You Might Also Like

2 comentários

  1. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas só da protagonista ser jornalista já fiquei interessada. rs
    Parece um livro bem gostoso e rápido de ler, vou dar uma procurada!

    Beijos
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é bem gostoso de ler e tem várias cenas engraçadas <3

      Beijos,
      Dê.

      Excluir